Me desculpem por meu coração ficar à esquerda do peito.

Atualizado: 28 de Jan de 2020


Me desculpem se eu quiser falar das coisas bonitas da bíblia Das passagens de amor e esperança Dos versículos de ensinamentos que constroem e não destoem Das leituras que geram vida Dos versos que não falam de leis antigas Dos que falam de libertação

Me desculpem se eu lhes falar de Bethânias, Samarias e Beléns É que a vida já é pesada E ter alento na fé Se faz morada

Me desculpem se eu preferir um Deus que é Deusa também É que o mundo é muito patriarcal E ter os cuidados generosos dela Se faz razão

Me desculpem se eu enxergo meu Jesus mais Nazareno É que o Cristo é longe demais do que vivi E ter a revolução do Moreno Se faz hora

Me desculpem se eu acreditar em uma Virgem Maria que é mulher como muitas somos É que nasci mulher e sei o quanto dói na carne o peso desse sim E ter essa ousadia Se faz vez

Me desculpem se eu preferir falar de uma religião dos pobres É que nasci numa periferia, tal qual o Moreno E sei das cruzes que meu povo carrega sorrindo

Me desculpem se eu professar a libertação É que sou latina e cresci latina Num país que te mata por um pedaço de terra E ter lado nessa guerra Se faz comunhão.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Magdala

face.png
insta.png
ttr.png

Raiva Sacra... Uma Mulher e dois Olhos de Trovão.

Todos os direitos reservados. Este site ou qualquer arte, desenho ou texto dele não pode ser reproduzido ou usado de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor ou editor, exceto pelo uso de citações breves em uma resenha ou com os devidos créditos. O conteúdo deste site é pessoal, qualquer interesse de uso ou parceria, entrar em contato com a autora pelo e-mail: bi.ortega.f@gmail.com