Pudor

Atualizado: Mar 9

De vermelho ela veio, só para enfeitar seus pensamentos mais sórdidos. Se queimando por dentro ela vem, toda gota, toda moça tem um quê de puta. Toda mulher sabe ser uma. Com passos largos ela cruzou a cozinha, ela parecia dançar. Debochava, brincava com a boca. Ela é dona do poder, aprendeu a mandar com o marido. Hoje ela não é Amélia hoje ela é o Prazer. 

Ela sabe onde chegar.


Feito dona do destino ela faz e desfaz, faz ele pirar. Ela quer ele também. Quem disse que isso não é amor? Ela sabe como amar, como agradar. Toda menina sabe se cuidar, toda menina aprende o que é cuidar, toda menina sabe se dar. E virar mulher. Finge que não há ninguém olhando, abre o vestido lentamente. Olha de canto um olhar fatal de quem vai te devorar, e a fome é tanta que não consegue nem disfarçar. A partir dai tudo fica por conta da imaginação de qualquer pervertido ou mulher se razão


Toda mulher tem, toda mulher dá.

Poder & Pudor. 

 Só não vale espalhar pois ela é uma mulher de respeito. Como todas são!

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Infortúnios

Eu rezei pra morrer. Pera ai! Quem reza pra morrer? Tanta gente rezando pra curar o câncer, pra viver mais um bocadinho, e eu rezando pra morrer. Que porra de vida escrota! E forcei a levantar da ca

Oração à Insonia

Roga-me ó mãe dos desavisados. Rega-me o peito ó mãe celeste. Rogai por nós ó Deus da multidão. Regozija de plena mansidão. Reveste me de insanidade. Rega-me de poesia e o palavrão. Roga junto de mim

Doença

Eu tenho uma doença Essa doença é escrever. Enquanto não escrevo Eu não tenho paz. Não durmo. Não como. Não tenho sossego Enquanto não escrevo. Não há cura E nem remédio Não há solução Senão escreve

face.png
insta.png
ttr.png

Raiva Sacra... Uma Mulher e dois Olhos de Trovão.