Fonte

"Conecto-me à fonte e me regenero."


Eu sou a fonte infinita do meu desejo

Sou a fonte inesgotável do meu ser.

Habito-me resplandecente de luz

Sou a voz do Divino.


Me reconheço mais no meu não, que no meu sim

Sou a própria faísca do que será de mim.

Aquilo que eu fui e hoje aquilo que eu sou

E aquilo que eu era já se foi.


Sou o eco da minha mente

Sou meu inconsciente

As vésperas do meu novo ser

Eu canto a vida e ao renascer.






















"eu sou, eu fui e eu vou."


Conecto-me a minha fonte e me regenero no que realmente sou.


119 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Magdala