A Encantadora da Vida

Atualizado: Mar 9

Queria deixar que corra o rio, que se faça frio dentro de mim … Queria que as canções tocasse e a gaita chorasse todo meu desamor. Fui rainha de guerras. Beija-flor de canções. Umas vezes donzela outras á desabrochar … Queria que o mundo coubesse no meu coração. Queria que boca felasse coisas do coração. Tão pequena que miúda foi a dor. Tão deserta que na seca foi amor. Parti sozinha mais uma vez para lutar por meu amor. Queria que não soube ler, nem escrever, Pra não ter que escrever nessas linhas mal traçadas o que é viver. Solitária e fria, amarga mais sabida. Pelo menos por uma poesia sei que fui feliz do resto da vida não sei ainda não escrevi.

0 visualização

Posts recentes

Ver tudo

Infortúnios

Eu rezei pra morrer. Pera ai! Quem reza pra morrer? Tanta gente rezando pra curar o câncer, pra viver mais um bocadinho, e eu rezando pra morrer. Que porra de vida escrota! E forcei a levantar da ca

Oração à Insonia

Roga-me ó mãe dos desavisados. Rega-me o peito ó mãe celeste. Rogai por nós ó Deus da multidão. Regozija de plena mansidão. Reveste me de insanidade. Rega-me de poesia e o palavrão. Roga junto de mim

Doença

Eu tenho uma doença Essa doença é escrever. Enquanto não escrevo Eu não tenho paz. Não durmo. Não como. Não tenho sossego Enquanto não escrevo. Não há cura E nem remédio Não há solução Senão escreve

face.png
insta.png
ttr.png

Raiva Sacra... Uma Mulher e dois Olhos de Trovão.